Kandle! O fim do papel?

kandle-DX

Há pouco mais de 1 mês eu li na revista Época uma matéria sobre o Kandle do Amazon que traz uma proposta tecnológica e interativa para o mercado editorial e resvolvi abordar o assunto aqui no blog. Porém acabei postando outros assuntos na frente e esse ficou guardado.. Mas hoje em reunião na Add Technologies aconteceu uma coisa que me lembrou do Kandle.. Minha diretora falou:” Meu próximo passo é ter um banco em SharePoint onde eu possa verificar todos os contratos em formato digital…” e completou “Eu tô cansada de tanto papel…”

___
Há algum tempo o criador do Amazon trouxe mais uma novidade para o mercado de tecnologia.. O Kandle, um Reader Device.
Tá! E o que há de interessante nisso? Simples, com o Kandle te possibilita a leitura de um jornal em formato digital em seu display LCD de 9.7″ (Modelo DX)..
O sistema funciona da seguinte forma; você compra uma edição do jornal em formato digital e faz o download do arquivo no próprio dispositivo através se sua conexão wireless. No Brasil há algumas inviabilidades para o uso do Kandle: É um produto caro, o modelo DX, este que estamos falando custa em torno de 490 dólares, aqui ainda não há um jornal que aderiu a ideia e na verdade algumas pessoas ainda não possuem a cultura necessária para entrar nesse mundo, para aceitá-lo. Ao passo que no exterior o dispositivo tem conquistado muitos fãs.

Um exemplo prático do Kandle: Muitas pessoas no metrô do RJ (eu pego todo dia..¬¬) abrem seus jornais e leem tranquilamente até o metrô lotar e aquele ato começar a incomodar os outros pois quem lê jornal naquele lugar acaba ocupando mais espaço que o necessário para a viagem; alguns jornais já são produzidos em formato tablóide, o que facilita a leitura rápida gerando praticidade.. Então que dirá do Kandle, seu formato é ideal para manuseio e transporte, sua proposta é levar conforto para a vida das pessoas que querem se manter informadas. Não sou a favor do fim do papel, na verdade sou contra.. É muito boa a sensação de folhear um livro, uma revista, tatear os tipos de papéis, as texturas.. enfim, o papel é um atrativo e um diferencial de Design, mas muitas vezes acaba sendo usado de forma errônea e quem paga é a natureza… Isso dá outro post (Design sustentável.. :D)

E o Designer onde entra nessa história? O profissional da área editorial pode ficar tranquilo pois se a moda pegar, com certeza muitos jornais impressos vão entrar na onda e o nicho vai apenar mudar e com isso os conhecimentos técnicos também, mas uma reciclagem “de vez em sempre” não faz mal a ninguém..

A propósito, apesar do título sugestivo, não se preocupem o papel não vai acabar.. 😀

Abs!

Leave a Comment

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>