Case: Mobile Game Design

Após algum tempo escrevendo sobre comportamento do consumidor, mídias sociais e SEO, resolvi voltar as origens. E isso significa falar de Design.

Resolvi apresentar o case de um projeto experimental – realizado por mim e por Bruno Barros -, que tinha como objetivo a criação e o desenvolvimento de um jogo para celular utilizando Flash Lite. Essa premissa tecnológica nos limitou em termos de adaptabilidade aos aparelhos, pois o Flash Lite possui recursos mais limitados quando comparado ao Flash.

Bom, neste artigo irei apresentar as etapas que utilizamos para atingir a nossa meta, que era produzir uma versão do consagrado Snake, disponível nos celulares Nokia desde 1998.

Copa Snake 2010
Quando criamos o game, estávamos em período de Copa do Mundo, então resolvemos dar uma “nova roupagem” ao clássico. Esta decisão se deu na fase de planejamento do jogo. Bem como decidimos criar 2 versões: a lite e a completa.
Esta foi uma estratégia para divulgação do Copa Snake 2010, pois além de planejamento, processos e execução,  nós criamos um plano de marketing.

Tela de Menu do Copa Snake 2010

GDD – Game Design Document

O primeiro passo que seguimos foi a elaboração de um GDD, um documento que funciona como uma cartilha com todas as premissas de um game, bem como as informações de visão geral do produto final. Segue abaixo a lista de itens que utilizamos e que são comumente encontrados em um bom GDD.

  • Nome
    Basicamente apresenta-se o nome do Jogo. Não há a necessidade de detalhar a origem do nome, mas se você julgar que tal informação agregará valor ao GDD
    , vá em frente.
  • Core
    O Core nada mais é do que a essência do jogo. Aquilo que apresente resumidamente as atividades do gamer no momento da diversão.

  • Feature Set (Características)
    São os recursos que o Game oferece. Estes recursos devem fortalecer o Core. Sugiro que ainda divida essa área em 2 grupos, tendo assim uma lista de características primárias e outra lista de características secundárias. Isso o ajudará a gerenciar o produto focando no MVP – Minimum Viable Product, ou, Produto Minimamente Viável. Isto é, você deve focar em produzir sempre como prioridade, aquilo que agregará mais valor para o usuário, justificando cada etapa de criação ou desenvolvimento.

  • Table of Contents
    Este índice deve contemplar cada mínimo detalhe do game, exceto a história, cajo haja uma. Sendo assim nós temos as seguintes possibilidades:

    • Público-Alvo – Quem você pretende atingir com o Game?
    • Personagens – Quem eu controlo? Com quem irei interagir? Haverá NPCs – Nonplayer Characters
    • Cenários – Descrição do mundo onde o Game acontece, inclusive seus limites físicos.
    • Controles – Como eu controlo o que acontece na tela?
    • Interfaces – Descrição em nível hierárquico das telas navegáveis.
    • Fases, Níveis, Missões ou Áreas – O que acontecerá em casa fase? Quais os elementos estarão presentes?
    • Formas de Progresso – Descrição dos critérios que ajudarão o Gamer a progredir.
    • Itens – Listagem da biblioteca de itens presentes do jogo.
    • Padrão Visual – Qual o estilo visual será usado? No nosso caso optamos pelo Pixel Art (preservando o tradicionalismo do Snake original).
    • Plataforma de Entrega – Há diversas plataformas no mercado de Smartphones[bb], entre elas: Android[bb], iOS – Apple[bb], Symbian, BlackBerry[bb], Palm[bb], Windows. No nosso caso não desenvolvemos para Smartphone, mas para o Nokia N96, e a plataforma mais adequada para nós era o Flash Lite.
    • Música – Indicação de estilo da trilha sonora para composição, ou lista de músicas, caso estas já existam. E indicação de como as músicas serão aplicadas no game.
    • Efeitos Sonoros – Indicação dos efeitos sonoros e quando os mesmos serão aplicados.
  • History (História)
    Nesta etapa do GDD você deve contar a história que será o mote do Game[bb].
    Sugiro que você divida essa etapa em 2 grupos. Um resumido e outro com a história completa.

Após a construção do GDD você já possuirá todos os detalhes que o guiarão na concepção do jogo. A concepção é basicamente dividida em Design e Desenvolvimento. Como nosso projeto foi bem simples e basicamente experimental, nós dividimos estas 2 etapas para cada 1 de nós, mas sempre preservando o fato de comunicação, essencial para o sucesso de qualquer projeto ou produto.

Quem quiser pode fazer o download do arquivo .SWF, e experimentar a versão teste-lite do Copa Snake 2010.

Bom, aproveito esse artigo para comentar um fato que irá fomentar o mercado de desenvolvimento de Games no Brasil. O grupo Seven, da Seven Computação Gráfica, inaugurou na última Quinta-Feira (21/10), a sede da Seven Game. A Seven Game tem por obetivo formar profissionais especializados e direcionados ao mercado nacional de jogos eletrônicos.

A Seven Game oferece dois núcleos de ensino, o Art Game – voltado para aqueles que desejam ser especializar na criação e design para jogos, e o Developer Game – voltado para os entusiastas do desenvolvimento de games.

A convite da Janaina Bernardes, Jornalista da Tuiuiú Comunicação, tive a oportunidade de presenciar a inauguração da Seven Game, e fiquei impressionado com o que vi. O investimento em infraestrutura é impressionante, fato que reflete as palavras de Leandro Moreira, sócio-diretor do grupo. “Nosso compromisso é com a excelência! A partir do momento que nossa equipe se sente feliz em trabalhar aqui, e nossos alunos sentem prazer em aprender, nossa missão está cumprida.”

Bom, não adianta nada falar sem que vocês vejam né.. Confiram abaixo algumas fotos desse grande dia.

Paula Moreira e Leandro Moreira
Coquetel de inauguração
Interna2
Interna 1
Estúdio de Modelagem
Interna 3

Obs.: Este não é um post patrocinado, ok? :)

Abraços a todos.

Comments (5)

  1. Post ruim, sem conteúdo. Metade do post fala sobre a seven, que é uma péssica escola, os professores não possuem qualificação e ainda fazem propaganda enganosa para vc entrar no curso, dizendo que te darão uma bolsa que dao pra td mundo! Um absurdo!

    Sobre o assunto, sugiro os seguintes livros:
    http://www.walmart.com.br/Produto/Livros/Didaticos/Campus—Elsevier/262054-A-Arte-de-Game-Design—O-Livro-Original
    http://www.amazon.com/s?search-alias=stripbooks&field-isbn=1592004938

    e talvez haja uma esperança em cursos desse nivel na pix studios, que é do instituto infnet, que é uma instituição séria…

    • Olá ex-aluno da Seven. Como eu dou o direito às pessoas de virem e comentarem aquilo que quiserem neste espaço, me sinto na obrigação de lhe esclarecer alguns pontos.
      1 – Na internet tudo é livre, não há o que temer. Sendo assim, por quer se esconde? Por que não se identifica com seu nome e e-mail ao invés de “ex-aluno da seven” com o e-mail ex@ex.com? Está temeroso por algo? =D
      2 – Eu sou especializado em mídias interativas pelo Instituto Infnet, você não precisa me dizer o quão séria é ou não a instituição. =D [2]
      3 – Dica: Quando comentar em algum blog, faça críticas construtivas. O post é ruim? O case é ruim? O GDD é ruim? Enfim… de preferência, fale direto com quem de direto. Expor seus problemas com a Seven aqui não vai lhe render nada. Só vai fazer de você um chorão. =D [3]
      4 – O post é tão ruim que foi citado no portal Android Brasil Projetos =D [4]
      5 – Como diria William Bonner: “Boa Noite!”

  2. Respondendo:
    1- Exatamente por ser livre, posso preservar um direito que a internet me dá, que é a anonimidade.
    2- Eu disse que a instituição é séria, mas não disse que todos os alunos são bons (ou sérios). =D
    3- Sobre a qualidade do post, eu disse que ele fala mais sobre a seven do que sobre GDD, em termos de espaço na página, dando mais importância à instituição do que a sua pequena exposição do GDD. Se é que podemos chamar de exposição de GDD, visto que você apenas lista uns bullets e explica cada um em apenas uma linha. Beleza, é um post num blog, mas pelo menos poderia indicar de onde vc retirou essas definições para que os leitores busquem se aprofundar. Aliás, essa é uma dica minha pra vc: Referência bibliográfica. Posso achar mais um zilhão de sugestões para melhorar o seu artigo, mas a principal é: fale mais do seu trabalho e menos dos outros, principalmente aqueles que vc não conhece, pois acaba fazendo propaganda de coisa ruim!
    4- Amigo, seu post ser citado nesse portal não me diz absolutamente nada. Não quero falar mal de outro portal, mas vc fala dele como se a Google tivesse indicado o seu post de extrema qualidade pra leitura, ou como se o seu artigo tivesse sido aceito numa conferência ou periódico científico, que tivesse passado por uma análise criteriosa de seleção… sinceramente, seu entendimento de sucesso é bem diferente do meu, assim como o de qualidade, aparentemente.
    5- Igualmente

    • Perfeito em suas respostas. Fiz a provocação para ver até onde iríamos. Bom, tenho argumentos para todos os pontos que você colocou, e até concordo com eles, sério. Mas tenho meus motivos.

      Sobre a qualidade do artigo, permita que eu me defenda. Você como a pessoa inteligente que tem se mostrado, entende claramente qual é o objetivo desse post. Não pretendo atingir pessoas com níveis avançados, como talvez você seja. Lembrando que não lhe conheço, ainda. O nível é mais baixo, propositalmente. Para você, é fraco, ruim, ou como disseste: “sem conteúdo”. Sobre a Seven, eu conheço algumas pessoas lá e sei dos seus defeitos. Mas lembrando, um assunto básico relacionado a uma escola básica.

      Não vou bater boca sobre sucesso com você. Pois como lhe disse, os argumentos anteriores foram baseados em provocação e você se saiu muito bem. Parabéns.

      Bom, passado tudo isso gostaria de saber se terei a honra (e não é ironia) de saber quem é você. Vamos conversar no privado, sério mesmo. Fiquei interessado em trocarmos ideias.

      Abs,

  3. @Victor Gonçalves:
    Sobre a hsitoria da bolsa também fiquei chateado, já que quando fui fazer minha matricula praticamente disseram que se eu não fizesse no dia iria perder a oportunidade, logo depois descobri que todos ganharam a tal bolsa e que tem gente que vai pagar até menos que eu o.O. Sobre a qualidade da instituição, pelo menos em questão de infraestrutura está nota 10, agora vamos ver como vão ser as aulas, por que se isso que o rapaz falou sobre a qualificação dos professores for verdade eu cancelo minha matricula na hora, já que aquele contrato vale pouca coisa em relação ao processo que eles iriam ganhar ^^. No mais estou animado com o inicio das aulas, espero que dê tudo certo.
    OBS: também recebi ofertas da pixstudios, porém como a seven é mais antiga no curso resolvi apostar nela.

Leave a Comment

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>